25.1 C
Dourados
terça-feira, 16 de julho de 2024
- Publicidade-

Segurança e Crescimento: Agricultores do MATOPIBA Impulsionados pela Irrigação

- Publicidade -

Região que Já Responde por Mais de 12% da Produção Nacional de Soja Investe em Tecnologias para Expandir.

A edição de 2024 da Bahia Farm Show, realizada em Luís Eduardo Magalhães, encerrou com um recorde de R$ 10,9 bilhões em negócios, representando um crescimento de 32,7% em relação ao ano anterior. Esse resultado confirma o potencial de expansão do MATOPIBA, que engloba os estados da Bahia, Maranhão, Tocantins e Piauí e tem se destacado na produção agrícola, especialmente de grãos, desde os anos 1980. O avanço foi impulsionado pela combinação entre topografia favorável, custo acessível das terras e adoção de tecnologias, sobretudo em áreas antes pouco utilizadas.

Recentemente, o aumento do valor das terras tem incentivado os agricultores a buscarem maneiras de melhorar a eficiência em suas propriedades atuais, ao invés de expandir para novas áreas. Nesse cenário, a utilização de sistemas de irrigação por pivô tem se destacado como uma tecnologia essencial para o progresso das plantações, especialmente durante épocas de calor intenso.

Silvio Dias, Diretor Comercial da Pivot Máquinas Agrícolas e Sistemas de Irrigação, empresa parceira da Lindsay com as marcas Zimmatic™ e FieldNET™, ressalta o crescente interesse dos agricultores pela irrigação. “A participação na Bahia Farm Show foi bastante intensa, com muitos clientes demonstrando interesse em investir. Conseguimos fechar acordos e identificar novos projetos. A região do MATOPIBA apresenta um grande potencial para a irrigação no curto prazo, e os agricultores estão dispostos a realizar esses investimentos”, destaca Dias.

Segundo informações da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), a utilização de sistemas de irrigação tem aumentado consideravelmente na região. O Cerrado, que é o bioma mais presente nessa área, representa 70,4% do total de pivôs centrais no Brasil, destacando-se pelo crescimento da agricultura em locais com escassez de água e propriedades de grande e médio porte.

Anderson Gorgen, Diretor Administrativo da GEES AS, empresa parceira da Lindsay com atuação nos estados do Maranhão e Piauí, menciona que os agricultores estão optando pela irrigação como uma solução para os altos custos das terras e para assegurar a produtividade. De acordo com Gorgen, “Na nossa região, os produtores que investem em sistemas de irrigação buscam manter a produção ao invés de expandir a área cultivada”.

A GEES AS, além de atuar na produção e comercialização agrícola, tem visto na irrigação um grande potencial de crescimento para o Cerrado. Segundo Gorgen, especialmente no Maranhão e no Piauí, a demanda por pivôs tem aumentado a cada ano entre produtores de áreas médias e grandes, de 10 mil a 12 mil hectares.

Apesar dos avanços, a região enfrenta desafios significativos, como a ineficiência energética em várias cidades do MATOPIBA. A falta de energia elétrica ou sua qualidade irregular prejudica a operação dos pivôs, afetando a irrigação e comprometendo a produtividade das lavouras. Para resolver esse problema, a GEES AS tem trabalhado em conjunto com as concessionárias e governos locais.

“A pressão por melhorias na infraestrutura energética está aumentando, especialmente com o interesse de indústrias em se instalar na região. Esperamos resolver essas questões rapidamente para aumentar a produtividade e beneficiar toda a cadeia produtiva”, ressalta Gorgen. “A construção de novas subestações na Bahia já é um passo positivo nesse sentido, que ajudará a expandir nossos negócios e resolver gradualmente os problemas de energia”, complementa Dias, da Pivot.

Com a superação desses desafios, a expectativa é que a agricultura irrigada continue a crescer no MATOPIBA, impulsionando ainda mais a produtividade e a rentabilidade dos agricultores na região.

Fonte: Portal do Agronegócio

Veja também

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade-