21 C
Dourados
terça-feira, 16 de julho de 2024
- Publicidade-

Com o intuito de enaltecer a cultura e a educação dos povos nativos, o Governo de Mato Grosso do Sul conclui projetos em Miranda

- Publicidade -

Priorizar a cultura e a educação dos povos autóctones do Estado representa um dos principais compromissos do Governo de Mato Grosso do Sul. Nessa perspectiva, a administração estadual concretiza essa ideia, apresentando investimentos que ultrapassam os R$ 3 milhões na cidade de Miranda, nesta terça-feira (2).

Com o intuito de enaltecer a cultura e a educação dos povos nativos, o Governo de Mato Grosso do Sul conclui projetos em Miranda

A primeira ação consiste na restauração e revitalização do Centro Referencial das Culturas dos Povos Originários ‘Kali Síni’ – Óvoku Itúkeovohiko Kopénoti Kali Síni. A execução desse projeto contou com um aporte de R$ 1,67 milhão do Governo Estadual, por intermédio da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul.

“Este equipamento destina-se aos povos originários, sobretudo às mulheres. Será mais uma fonte de sustento, além de constituir-se em um marco cultural. Um Estado que se compromete com todos os sul-mato-grossenses, sem deixar ninguém para trás”, ressalta o governador Eduardo Riedel.

O local foi totalmente revitalizado, com a retirada e reconstrução de cobertura, limpeza e pintura de paredes, troca de azulejos, restauração total dos fechamentos, aplicação de imunizantes nas madeiras e verniz retardante anti chama. Também houve restauro das esquadrias, dos pisos de ardósia, instalações elétricas e hidrossanitárias, junto com projeto de combate ao incêndio e acessibilidade.

O prefeito de Miranda, Fábio Florença, afirmou que esta é uma das obras mais importantes do município. “Esta estrutura estava interditada e até caindo, hoje está totalmente revitalizado. Nesta cidade que tem 11 aldeias e a segundo maior população indígena do Estado”. Como reconhecimento aos bons serviços realizados na cidade, o governador Eduardo Riedel recebeu o título de cidadão mirandense durante o evento.

Escola municipal

O governador também entregou a obra da Escola Municipal Professor Alfredo Anésio Pinto, que fica na aldeia indígena Cachoeirinha. A unidade atende 200 alunos do Ensino Fundamental I e II. Esta obra representa um avanço significativo na infraestrutura educacional da região.

Com investimento estadual de R$ 1,32 milhão, a unidade vai suprir uma demanda reprimida da comunidade. O objetivo é ampliar o acesso a oportunidades de desenvolvimento educacional para os jovens da aldeia.

“Alegria muito grande retornar para aldeia Cachoeirinha. Concluir esta obra para 460 alunos mostra nosso compromisso com os povos originários. Temos muito orgulho da nossa história e origem. A prosperidade que buscamos no Estado passa pelas aldeias. Objetivo desta escola é manter viva esta cultura, que faz parte do DNA do Estado”, afirma o governador.

O cacique da aldeia Cachoeirinha, Edvaldo Antônio, disse que a palavra que define o momento é gratidão. “Uma espera de 12 anos que se concretizou. Agora teremos um espaço adequado para que possam aprender, se preparar e ter condições de disputar um lugar no mercado de trabalho, de igual para igual. Sonho que se torna realidade”.

A escola foi construída com acessibilidade, incluindo adequações às normas vigentes de proteção contra incêndio e pânico, proteção contra descargas atmosféricas e vigilância sanitária.

Em frente a escola também foi inaugurado um centro cultural para comunidade. A secretária estadual de Cidadania, Viviane Luiza, destacou a força das mulheres, artistas terenas, para reafirmar e valorizar esta cultura. “Em nome delas que agradeço a todo esforço para que este lugar se tornasse realidade. Um trabalho de todos”.

Com informações: Comunicação Governo de MS
Fotos: Álvaro Rezende

Veja também

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade-